Esqueceu sua senha?

Notícias ABVCAP

1...Ultima
Pandemia reforça oportunidades para mercado secundário no Brasil, diz diretor da Lexington Adicionado em 24/02/2021
 
Renato Weiss fala sobre os planos do escritório recém-inaugurado do país e diz que crise reforça o posicionamento de ativos alternativos por oferecer soluções para cotistas e gestores 
 
A pandemia de covid-19 pode estimular o desenvolvimento do mercado secundário de ativos alternativos no Brasil. Em meio à crise, cotistas de fundos anseiam por liquidez e gestores preferem esperar a turbulência passar, em busca de maior rentabilidade, o que abre uma janela de oportunidades para gestoras como a Lexington para prover liquidez aos investidores e capital de longo prazo para gestores, avalia o diretor da empresa no Brasil, Renato Weiss. “Após dois anos de recessão, de 2015 a 2016, e o atual cenário de pandemia, a expectativa é que o mercado secundário cresça cada vez mais. O momento é propício ao segmento”, avalia, em entrevista à ABVCAP. 
CEO da Vinci vê 'avenida de crescimento' ao Private Equity brasileiro Adicionado em 24/02/2021
 
Alessandro Horta avalia que momento é propício à diversificação e comenta fase pós-IPO, com foco na aceleração de produtos de investimentos alternativos no país

Em linha com as expectativas internas, o IPO da Vinci Partners levantou cerca de US$ 275 milhões no último dia 28 de janeiro. O capital, avaliado como "superpositivo" pelo CEO da gestora, Alessandro Horta, será estratégico para acelerar o lançamento de produtos de mercados privados no país. "Usaremos o valor levantado para fazer o seeding (capital inicial) e atrair recursos de clientes, colocando compromisso da Vinci para catalisar esse processo", disse o executivo, em entrevista à ABVCAP.
Pátria busca liderança na América Latina após IPO na Nasdaq Adicionado em 24/02/2021
 

Com os recursos levantados, gestora procura consolidar presença na região e, ainda, lançar novos produtos de private equity e outras frentes


Após 32 anos de existência, a gestora Pátria deu um passo importante rumo à internacionalização, com a abertura de capital em uma das principais bolsas de valores do mundo, a Nasdaq, em 22 de janeiro. O montante de US$ 588 milhões levantado deve contribuir na consolidação da empresa na América Latina e, ainda, ampliar os produtos de Private Equity e outras frentes, diz o sócio-fundador, Alexandre Saigh, diretor-presidente, membro do Conselho de Administração e sócio-fundador do Pátria. "Temos um sonho, de três décadas, de montar uma gestora líder no Brasil, América Latina e mercados emergentes", diz o executivo, em entrevista à ABVCAP.
Consultoria: relacionamento com investidores internacionais Adicionado em 19/02/2021
 

ABVCAP abre chamada para propostas de consultorias em relacionamento com investidores internacionais em private equity e infraestrutura.

Associação pede mudanças no Marco Legal das Startups Adicionado em 11/02/2021
 
O presidente da Associação Dínamo, grupo de advocacy para políticas públicas para os ecossistemas de startups e inovação do Brasil, que conta com membros representantes de startups como a ABS (Associação Brasileira de Startups), Anjos do Brasil, ABVCAP, Google, Facebook, Amazon, Startup Farm, Baptista Luz Advogados, Derraik Menezes Advogados e STATE, vem por meio desta nota técnica em anexo nos manifestar em relação à PLC 249/2020, referente ao Marco Legal das Startups.

Fonte: TI Inside

Investimentos de venture capital e private equity somaram R$ 23,6 bilhões e Adicionado em 04/02/2021
 
Pela primeira vez, os aportes de venture capital superaram os de private equity no Brasil

SÃO PAULO – Os investimentos da indústria de venture capital (VC) e private equity (PE) somaram R$ 23,6 bilhões no país ao longo de 2020. É o segundo maior volume de capital de risco desde 2011, com queda de 7% sobre o valor visto em 2019.

Fonte: Infomoney

"Queremos escrever o futuro da mobilidade elétrica no Brasil", afirma diretor da Voltbras Adicionado em 28/01/2021
 
Bernardo Durieux relembra a fundação da empresa catarinense de gestão de recarga de carros elétricos, e conta como o investimento da EDP deu musculatura e celeridade aos projetos da startup 

fim da graduação em engenharia de controle e automação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foi só o começo de uma revolução no segmento de mobilidade elétrica, empreendida pelo então estudante Bernardo Durieux. Junto a outros três colegas, fundou em 2018 a Voltbras, startup pensada para oferecer uma solução completa para gestão de postos de recarga para veículos elétricos -- da captura de dados dos eletropostos ao processamento de pagamento das recargas no modo autosserviço pelos motoristas através do aplicativo.
"Ter um veículo de CVC no Brasil traz sinergia com as unidades de negócio", diz executivo da EDP Adicionado em 28/01/2021
 
Rosario Cannata explica as motivações da multinacional do setor elétrico para criar um veículo de corporate venture capital no país e destaca investimento na Voltbras, startup de mobilidade elétrica, como exemplo de sucesso de trabalho em conjunto com a EDP 

O amadurecimento do ecossistema de startups no Brasil chamou a atenção da portuguesa EDP, empresa que atua em toda a cadeia de valor do setor elétrico no Brasil, motivando-a a estruturar um veículo de Corporate Venture Capital (CVC) próprio, em 2018. O gatilho para a fundação foi a certeza de que ter uma ponte direta entre unidades de negócio e startups traz mais sinergia aos negócios e agilidade. 
"É preciso também buscar inovação fora do próprio meio", diz diretor do Mercado Livre Adicionado em 28/01/2021
 
Renato Pereira relata o ano promissor que a unidade de venture capital da empresa teve no Brasil, com recorde de investimentos em startups e perspectiva otimista para 2021 

Mesmo uma empresa com mais de quatro mil desenvolvedores e presença em toda a América Latina, como o Mercado Livre, também precisa buscar inovação fora do seu próprio meio. É o que defende Renato Pereira, diretor de desenvolvimento corporativo da companhia. “Não temos o monopólio das boas cabeças, ideias e execuções”, disse, em entrevista à ABVCAP. “É saudável ter pessoas diferentes, de culturas e origens distintas, pensando de forma diversa para trazer inovação”, complementa. 

“Não basta ter investimento, é preciso diálogo constante com corporações', afirma fundador da Portcapital Adicionado em 28/01/2021
 
João Lopes ressalta a importância de uma linha direta entre startups e companhias investidoras e explica o modelo de interação com a Embraer, acionista majoritária do fundo de venture capital aeroespacial.

Ter um canal direto e regular com executivos de diferentes níveis e áreas é a chave para o sucesso de fundos de corporate venture capital, defende João Lopes, fundador da Portcapital. Criada em 2014 para a gestão do fundo aeroespacial da Embraer, atualmente investe em 12 empresas, todas com alguma relação com a gigante aeroespacial. "A interação (com a Embraer) é muito grande, e em todos os níveis. As grandes empresas gostam do convívio com a nova geração das startups. Não basta ter investimento, é preciso diálogo constante", defende o executivo, em entrevista à ABVCAP.
Investimento de risco triplica, mas verba do órgão que fiscaliza cai 50% Adicionado em 23/01/2021
 
A indústria de investimentos no Brasil praticamente triplicou de tamanho nos últimos cinco anos. O patrimônio de ações, fundos de investimentos, debêntures e outros saltaram de R$ 9 trilhões, em 2015, para quase R$ 27 trilhões, em 2019. O número de pessoas que investem na Bolsa, por exemplo, multiplicou por seis e bateu os 3 milhões de investidores. E para atender esse novo universo de clientes, a lista de empresas e profissionais da indústria de investimentos também cresceu, mais de 20%, chegando a 55 mil.

Fonte: Uol

Carta faz apelo por diversidade nos conselhos Adicionado em 14/01/2021
 
Um grupo de entidades que inclui a B3, o IBGC e o IFC vai publicar amanhã uma carta conclamando o mercado a se engajar para aumentar a diversidade nos conselhos de administração.


Fonte: Brazil Journal

B3: “Estamos vendo empresas investidas mais maduras e preparadas para acessar o mercado” | Entrevista com Gilson Finkelsztain - B3 Adicionado em 21/12/2020
 
Num ano recorde em oferta de ações na B3, grande parte das empresas que chegaram à bolsa este ano receberam aportes de fundos de private equity e também de venture capital. Para o presidente da B3, Gilson Filkenstein, o movimento crescente de ofertas pode ganhar força em 2021 com a retomada do investidor estrangeiro, mas, para isso, responsabilidade fiscal, avanços com a agenda de teto de gastos, além de retomada das reformas, são muito importantes.
A seguir a entrevista do executivo à ABVCAP sobre perspectivas para o mercado de capitais brasileiro.
Bossa Nova: Investidora quer chegar a mil investidas em 2021 Adicionado em 17/12/2020
 
Mesmo com a pandemia, a Bossa Nova Investimentos manteve o foco no crescimento. A investidora de Venture Capital encerrou o ano com 80 aportes realizados, o maior número da indústria. Nos últimos 4 anos, foram 713 investimentos feitos em startups. O objetivo é chegar a mil empresas no portfólio no final de 2021. João Kepler, Diretor da Bossa Nova Investimentos, está otimista com a evolução das startups e a perspectiva de maior participação de investidores internacionais nas rodadas de investimento. A seguir a entrevista que o executivo concedeu à ABVCAP.
Razões para otimismo num ano paradoxal | Entrevista com Martin Escobari - General Atlantic Adicionado em 16/12/2020
 
Em entrevista à ABCAP, Martin Escobari, chairman do comitê de investimentos global da General Atlantic, fala sobre seu otimismo com o mercado brasileiro de private equity, descreve que tipo de empresa está procurando agora e aponta a tendência que mais o empolga – a globalização dos unicórnios brasileiros.
1...Ultima
Mapa do Site | Links Úteis | FAQ | Contato | Localização
ABVCAP RJ: Av. Nilo Peçanha nº 50 sala 2901 - Centro - Rio de Janeiro - 20020-906 | Telefone: 55-21-3970-2432
ABVCAP SP: R. Pequetita nº 145, 8º andar, cj 81 - Vila Olimpia - São Paulo - 04552-060 | Telefone +55 11 3106-5025